quarta-feira, 23 de março de 2011

Unioeste muda forma de avaliar a redação no Vestibular!

          A prova de redação do próximo vestibular da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), de 2012, será diferente, não se atendo mais aos típicos gêneros: dissertação, descrição e narração. Assim, serão apresentadas na prova três propostas: carta do leitor, artigo de opinião e comentário interpretativo/crítico. “O nosso modo de cobrar a redação, conforme os Parâmetros Curriculares, às Diretrizes Curriculares Nacionais e aos estudos da linguagem, estava ultrapassado, já que deve-se fundamentar gêneros discursivos que façam parte não só do contexto do aluno, como de todos nós”, explica João Carlos Cattelan, diretor da Diretoria de Concurso Vestibular (DCV).

         Os critérios de correção também foram reavaliados e por isso serão constituídos de três pontos essenciais: Situação social de produção: objetiva-se avaliar a capacidade de o vestibulando produzir determinado gênero discursivo, observando a temática pertinente, a adequação à interlocução pretendida e a organização composicional do gênero escolhido, tendo em vista a situação social em que o gênero está inserido; Aspectos textuais: objetiva-se a produção de um texto coeso e coerente. No item coerência, serão avaliados o grau de manutenção da discussão e a continuidade temática do texto, evitando contradições e contribuindo para a progressão textual. No item coesão, será avaliado o emprego adequado dos recursos da língua portuguesa para relacionar e articular termos e sequências de um texto. O candidato deve demonstrar que sabe utilizar adequadamente, por exemplo, pronomes para retomar posicionamentos e informações já mencionadas e conjunções para relacionar novos argumentos aos já apresentados; Adequação à norma padrão escrita: o candidato deve demonstrar capacidade de elaborar um texto que atenda ao registro adequado da língua de forma que atenda à interlocução do gênero discursivo proposto. Deve, ainda, revelar domínio dos recursos de pontuação, das regras gramaticais da língua padrão e do sistema ortográfico, de acordo com a nova ortografia.

          Além disso, será sumariamente desclassificada a redação que: apresentar menos de 20 linhas de extensão; não atender ao gênero textual solicitado; fugir à temática proposta para a situação de interação; estiver escrita com letra ilegível ou feitas em forma de desenhos, números, espaçamentos fora do normal entre palavras ou na disposição do texto no papel; for escrita a lápis na versão definitiva; não estiver escrita nas folhas de versão definitiva; não estiver escrita em língua nacional.

Data: 21/03/2011 
Origem: Assessoria de Comunicação Social





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário